Perspectivas dos academicos de educação física no contexto da educação inclusiva

Jose Airton F. Pontes Junior, Ana Paula Lima Barbosa, Mayara C. V. Monte, Nicolino Trompieri Filho, Rita C. B. P. Magalhaes

Resumen


Este artigo discute a perspectiva dos acadêmicos de Educação Física sobre o contexto de ensino e o interesse em atuar com alunos com deficiência em Educação Física e Esportes na escola. O estudo tem por objetivo analisar as opiniões dos acadêmicos sobre o contexto atuação Educação Física e Esportes na escola para alunos com deficiência. O estudo é de natureza descritiva e transversal e que utilizou abordagem quantitativa via pesquisa por levantamento em que 82 alunos de graduação em Educação Física responderam a um questionário. Foi realizada distribuição de frequências, análise fatorial e análise temática. Na opinião dos acadêmicos, os objetivos da Educação Física e Esportes na escola são estimular a adesão de hábitos saudáveis, prática esportiva e relações sócio-afetivas, bem como apresentam interesse em atuar com diferentes públicos com algum tipo de deficiência. Acreditamos esse trabalho pode ajudar nos currículos dos cursos de Educação Física a melhor direcionar a formação dos acadêmicos para o público dos alunos com deficiência.


Palabras clave


Educação física e esportes; alunos com deficiência; educação especial

Texto completo:

PDF

Referencias


Amaral, L. A. (1994). Pensar a diferença/deficiência. Brasília, DF: CORDE.

Brasil, Ministério da Educação e Cultura. (1996). Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: MEC.

Brasil, Secretaria de Ensino Fundamental (1997). Parâmetros curriculares nacionais – Educação física.Brasília, DF: Ministério da Educação e Cultura.

Brasil, Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. (2011). Sinopse do Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro, RJ: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Brasil, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. (2014). Diretoria de Políticas de Educação Especial. Disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17429&Itemid=817. Acesso em 28 de fev 2014.

Bueno, J. G. A. (1999). Educação inclusiva e as novas exigências para a formação de professores: algumas considerações. Formação do Educador e Avaliação Educacional. São Paulo: UNESP, 1999.

Field, A. P. (2009). Discovering statistics using SPSS. London, England: SAGE.

Freitas, S. N. & Moreira, L. C. A. (2011). Universidade frente à formação inicial na perspectiva da inclusão. In: Caiado, K. M., Jesus, D., & Baptista, C. Professores e educação especial: formação em foco. Vol I. Porto Alegre: Mediação.

Hair, J. F., Anderson, R. E., Tatham, R. L. T., & Black, W. C. (2005). Análise multivariada de dados. (5ª ed). Porto Alegre, RS: Bookman.

Jesus, D., & Alves, E.(2011). Serviços educacionais especializados: desafios à formação inicial e continuada. In: Caiado, K., Jesus, D., & Baptista, C. Professores e educação especial: formação em foco. Vol II. Porto Alegre: Mediação.

Kassar, M. C. M.; Rodrigues, A. P. N. & Leijoto, C. P. (2011). Possibilidades e alcances dos processos de formação continuada: um estudo de caso. In: Caiado, K. M., Jesus, D., & Baptista, C. Professores e educação especial: formação em foco. Vol I. Porto Alegre: Mediação.

Magalhães, R. C. B. P. (2012). (Org.), Reflexões sobre a diferença: Uma introdução à educação especial. Fortaleza, CE: Edições Demócrito Rocha.

Fernandes, M. L., Magalhães, R. C., Bernardo, C. M. (2008). Formação docente para processos de educação inclusiva: descortinando concepções. In: Anais III Seminário Nacional sobre Educação e Inclusão Social de pessoas com necessidades especiais. Práticas inclusivas no sistema de ensino e em outros contextos. v. 1. p. 1-10. Natal-RN: ED. UFRN.

Marchesi, A. (2004). A prática das escolas inclusivas. In: Coll, C., Palacios, J., & Marchesi, A. (Orgs.). Desenvolvimento psicológico e educação: necessidades educativas especiais e aprendizagem escolar. (2ª ed.). Porto Alegre: Artes Médicas.

Martins, L. A. (2011). A visão de licenciados sobre a formação inicial com vistas à atuação com a diversidade dos alunos. In: Caiado, K. M., Jesus, D., & Baptista, C. Professores e educação especial: formação em foco. Vol I. Porto Alegre: Mediação.

Minayo, M. C. S. (1999). O desafio do conhecimento. (5ª ed). São Paulo, SP: Hucitec.

Moraes, F. C. (2010). Educação física escolar e o aluno com deficiência: um estudo da prática pedagógica de professores. 2010. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação. Campo Grande, MS: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Pinel, H. “Klínica-ká”: uma proposta existencial de formação continuada. In: Caiado, K. M., Jesus, D., & Baptista, C. Professores e educação especial: formação em foco. Vol I. Porto Alegre: Mediação.

Thomas, J. R., Nelson, J. K., & Silverman, S. J. (2005). Métodos de pesquisa em atividade física. (5ª ed). Porto Alegre, RS: Artmed.

Maroco, J. P. (2011). Análise Estatística com o SPSS Statistics. (5ª ed). Pêro Pinheiro: ReportNumber.

Soares, E. S., & Trompieri Filho, N. (2010). Elementos Teóricos e Práticos sobre Validade e Fidedignidade de Instrumentos de Medida. In: Viana, T. V.; Ciasca, M I. F. L.; Sobral, A. E. (Org.), Múltiplas Dimensões em Avaliação Educacional. Fortaleza: Editora Imprece.

González, J. A. (2002). Educação e Diversidade: bases didáticas e organizativas. Porto Alegre: ARTMED Editora, 2002.

Victor, S. L. (2011). Formação-inicial e pesquisa-ação colaborativa na UFES. In: Caiado, K. M., Jesus, D., & Baptista, C. Professores e educação especial: formação em foco. Vol I. Porto Alegre: Mediação.




DOI: https://doi.org/10.17060/ijodaep.2014.n1.v3.485 Statistics: Resumen : 657 views. PDF : 160 views.  

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2016 Jose Airton F. Pontes Junior, Ana Paula Lima Barbosa, Mayara C. V. Monte, Nicolino Trompieri Filho, Rita C. B. P. Magalhaes

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

"International Journal of Developmental and Educational Psychology."

Revista Infad de Psicología.

ISSN digital: 2603-5987

ISSN impreso: 0214-9877